Minhas primeiras impressões da Semana Nacional do Livro Hoje completa exatamente uma semana da minha participação no evento literári...

/
0 Comments

Minhas primeiras impressões da Semana Nacional do Livro


Hoje completa exatamente uma semana da minha participação no evento literário que reuniu dez escritores nacionais. O que achei? Continue a leitura que vou contar tudo! (ou quase tudo! Rsrsrs)



Quando recebi o convite para participar do Semana do Livro Nacional fiquei radiante de alegria, afinal, seria minha primeira participação como escritor. A ansiedade tomou conta e a expectativa me consumiu.

O dia do evento foi agitado para mim. Pela manhã tive algumas atividades pessoais e consegui sair da minha cidade apenas 13h e detalhe: o evento começaria às 14h e o Luciano, organizador, havia enviado um e-mail solicitando a presença dos escritores pelo menos meia hora antes do inicio (respirei fundo e ativei minha fé, que não costuma falhar rsrsrs).

Cheguei por volta das 14h15 e para minha surpresa (e alegria kkk) o evento não havia começado.

Olhei ao meu redor e vi muitas pessoas, confesso que fiquei nervoso, o que eu ia falar? Como agir? Muitos temores permeavam minha mente. Quando sentei (na primeira fileira rsrsrsrs), notei ao meu lado uma jovem sorridente conversando, imediatamente, não me lembro como, começamos a conversar, era a escritora Viviane Fair, foi super simpática, me contou que já havia participado de outros eventos e acalmou este pobre jovem escritor (obrigado Vivi!).

Quando eu menos esperei (pois eu estava super distraído, imaginado que eu seria o ultimo a falar) o apresentador foi convidado ao palco, e com simpatia, chamou o primeiro escritor:

Dérik Reis!

Imaginem, nesse momento o meu coração explodiu junto com as palmas, o cumprimentei meio sem graça e sentei-me ainda desorientado. Que alegria eu sentia! A emoção corria por minhas veias! Foi incrível.

Fui o primeiro a ser entrevistado. Primeiramente as perguntas foram sobre minha vida, onde nasci, onde moro etc...

Depois que as mesmas perguntas (ou semelhantes) foram feitas as demais escritoras, começou o bate-papo sobre o processo criativo do livro. Expliquei como surgiu a história de Glamour e como iniciou a vontade de escrever (divertidíssimo lembrar dessas fases).

Não vou me prolongar nas narrações, preciso dizer apenas que amei conhecer os escritores, fui surpreendido com a presença de alguns amigos até então virtuais e sou muito grato por minha amiga Anne e Wellington que bondosamente me acompanharam.
Para finalizar, proclamo que este evento foi épico (pelo menos para mim).





OBS: Tive alguns desafios, por exemplo: meu livro não ficou pronto a tempo, então fiquei com invejinha boa (ou branca kkk) dos outros autores que estavam com seus livros. Mas, muitos demonstraram interesse por meu livro e prometeram comparecer no lançamento.  






You may also like

Nenhum comentário:

Deixe aqui seu comentário: